"Deus me respeita quando eu trabalho. Mas me ama quando eu canto."

domingo, setembro 28, 2008

Egrégora



Ao nosso tudo o muinto

Nós vivemos no mundo das formas, e tudo o que nós percebemos pelos nossos cinco sentidos possuem forma. Os nossos sentidos superiores e supra-sensíveis, através das clarividências: etérica, astral e mental, mostram que respectivamente o mundo etérico, o mundo astral e o mundo mental, que interpenetram o mundo físico, também possuem formas. No plano etérico as formas dos corpos vitais dos seres vivos, dos reinos: vegetal, animal e hominal, assim como as formas dos elementais, como as dos gnomos, fadas, salamandras, ondinas, duendes, silfos e outros, são bem definidas e conhecidas no ocultismo. No plano astral os desejos, vícios, sentimentos e emoções possuem formas coloridas que lembram formas de animais, que se juntam às formas de almas de encarnados e de desencarnados, e às formas de seres e entidades típicas do astral. No plano mental, os pensamentos de objetos e coisas concretas possuem formas definidas similares às do plano físico, e pensamentos abstratos são vistos por símbolos típicos que podem ser interpretados pela linguagem simbólica superior estudada e pesquisada na Iniciação. Estas explicações são necessárias para entendimento do egrégora, e principalmente para permitir a criação de egrégoras pessoais e coletivos.

Egrégora é uma forma pensamento que é criada por pensamentos e sentimentos, que adquire vida e que é alimentada pelas mentalizações e energias psíquicas. É uma entidade autônoma que se forma pela persistência e intensidade de correntes emocionais e mentais. Pensamentos e sentimentos fracos criam egrégoras mal definidos e de pouca vida ou duração, porém pensamentos e sentimentos fortes criam egrégoras poderosíssimos e de longa duração.

Existem egrégoras positivos que protegem, atraem boas energias e afastam cargas negativas, e egrégoras negativos que fortalecem o mal, canalizam forças negativas e repelem forças positivas. O egrégora pode ser coletivo ou pessoal. Locais sagrados como Aparecida, Lourdes e Fátima, têm egrégoras poderosíssimos, formados pela fé e mentalizações dos devotos, que acumulam as energias psíquicas dos fiéis, e quando alguém consegue canalizar para si as energias psíquicas acumuladas no egrégora, provoca o conhecido milagre. Esta é a explicação oculta da realização de grande parte dos milagres que acontecem. Os locais possuem egrégoras formados pelas energias psíquicas de seus freqüentadores. O egrégora pessoal é formado pelas energias psíquicas da pessoa e principalmente pelos seus pensamentos. Assim, uma pessoa psiquicamente equilibrada e com pensamentos positivos, cria um egrégora positivo. Do mesmo modo, uma pessoa desequilibrada emocionalmente e negativa cria um egrégora negativo.

.

Se foi um grande amor...nunca se saberá


Mas que as fotos demonstram longo companheirismo...sim.


Rico marido de Martha Suplicy (atualização)

Jornalista revela as contas do marido de Marta Suplicy em paraíso fiscal e Polícia Federal suspeita de lavagem de dinheiro

De: Hugo Studart


Segundo o jornalista Hugo Studart, Felipe Belisario Wermus, também chamado de Luis Favre, está enroscado até o pescoço com as autoridades brasileiras. Caso as suspeitas se confirmem, será um duro golpe para Marta Suplicy, a não ser que ela repita o bordão já tão conhecido: “Eu não sabia de nada, companheiros”.

Eis os números, para inicio de conversa: as contas 60.356356086 e 60.356356199, do Trade Link Bank nas Ilhas Cayman. São controladas por Luis Favre, marido de Marta Suplicy. Eis a história:

Felipe Belisario Wermus, argentino por nascimento e cidadão francês por adoção, é personagem central das eleições para a Prefeitura de São Paulo. Você o conhece, prezado leitor, mas por outro nome Luís Favre – codinome pelo qual Felipe é chamado nos bastidores da esquerda brasileira. Companheiro da candidata do PT à prefeitura, Marta Suplicy, Favre é seu braço direito, melhor amigo, amado, confidente, conselheiro-chefe, estrategista-mor, tesoureiro-oculto. Favre é o principal baluarte de Marta. É também seu ponto mais fraco.

A Polícia Federal e o Ministério Público de São Paulo têm informações explosivas sobre o companheiro de Marta Suplicy. A suspeita é a de que um senhor chamado Felipe Belisário Wermus seria o principal elo entre o PT e um esquema internacional de arrecadação de dinheiro a partir dos serviços de coleta de lixo nas capitais brasileiras. Esse esquema teria funcionado em prefeituras controladas pelo PT, como São Bernardo, Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Campinas e São Paulo. A Vega, multinacional francesa de serviços, seria o elo empresarial do esquema.

A PF suspeita que a Vega controle um grupo de empreiteiras que ganham licitações superfaturadas para a coleta de lixo. Em média, 10% de superfaturamento, sendo 5% para as empreiteiras, e 5% para o caixa do PT. Esse dinheiro era todo repassado ao doleiro Toninho da Barcelona, que o depositava em contas em paraísos fiscais controladas por um tal Felipe Belisario Wermus. Esse dinheiro voltava ao Brasil também por intermédio de Barcelona.

As autoridades têm os bancos e os números das contas no exterior, publicadas abaixo. O esquema teria sido montado antes da eleição presidencial de 2002. Se Delúbio Soares e Marcos Valério montaram o Caixa Dois do PT no governo Lula, estamos diante da suspeita de que Luís Favre, hoje favorito para se tornar o primeiro-companheiro de São Paulo, caso Marta seja eleita, tenha montado o Caixa Zero.

Vamos aos fatos:

A PRISÃO DE DOLEIRO

Foi doleiro Antônio Oliveira Claramunt, o Toninho da Barcelona, quem começou a revelar essa história. Ele foi preso em 2004, numa daquelas operações da Polícia Federal de caça-doleiros, a Farol da Colina. Revelou que trocou dólares por reais, entre 1998 e 2002, para diversos dirigentes petistas, entre eles o deputado federal José Dirceu, então presidente do partido. Que fez remessas de dólares para inúmeros empresários e figurões paulistas, como o advogado Márcio Thomaz Bastos (ministro da Justiça por ocasião da sua prisão). E prometeu fazer revelações sobre o assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel, do PT, e o suposto esquema de cobrança de propina de empresas de ônibus da cidade.

Em seguida Claramunt pediu proteção de vida à PF e silenciou, aguardando pela negociação de uma delação premiada para o Ministério Público. Eis que estoura um caso bem maior, o do mensalão de Dirceu, Delúbio e Marcos Valério. E Claramunt fica meio esquecido numa cela da PF em São Paulo. E a cada dia que passa, é tomado pelo medo de ser vítima de uma queima de arquivo.

Foi nesse contexto que Claramunt se abre com seu companheiro de cárcere. Ato contínuo, escreve cartas para sua mulher, em hebraico (ele é judeu), revelando tudo o que sabia do esquema do lixo do PT. E fornecendo, inclusive, os números de duas contas que Felipe Belisário Wermus mantinha em paraísos fiscais.

Leia a matéria completa no site de Hugo Studart

Poste de 19.09.08

Atualização: O link (Hugo Studart) não é mais encontrado, em sendo assim você que tiver tido interesse em ler o complemento da matéria, não poderá mais fazê-lo. Eu a li por completo e era realmente de dar engulhos o complicado esquema mencionado.

Por motivo que desconheço a matéria não está mais no ar, mas existia. Se eu tivesse a mais leve idéia de iam tirá-la do ar, eu a teria copiado inteira.

Meu questionamento interior agora é: "Por quê o link não mais existe?" Terá sido tirado do ar pelo poder "vigente", ou o seu autor resolveu, por motivo qualquer, poupar Marta-ex-Suplicy desse embaraço?

Se bem que a mesma não possa mais ficar "embaraçada" faz tempão! Esclarecendo: os argentinos denominam gravidêz como "embaraço" - sei lá como escrevem isso, mas é assim que denominam gravidêz e essa sra., faz tempo que não "se embaraça", tanto é que durante a pior crise área do pais se saiu com uma das melhores de suas frases: "Aproveita e goza!".

Seja como for, em pesquisando encontrei um link muito interessante - descobri que o Sr. Favre mantém um bloguinho, coisa pouca, micharia, mas que matém em sua capa a foto do mesmo com "aviso aos navegantes" donde propala com quantos processos se faz um barquinho para quem suspeita de sua dignidade, dentre os mencionados está Hugo Studart. Entre aqui e leia

P.S.: Fiquei "lavanda" ao perceber que o blog do Sr. Favre mantém divulgação comercial! Nossa será que a Sra. Marta-ex-suplicy não é remunerada à altura para que seu marido tenha um blog pessoal, meritório e sem Merchandising? E o blog ainda menciona sobre seus assuntos, um deles, "importantíssimo": sociedade, mas não se equivoquem com a palavra, isso lá quer dizer: "beautiful people" e não "povo".

Acordem Paulistanos, está mais do que na hora!

sábado, setembro 27, 2008

Apaixonado & Belo

Paul Newman
(1925-2008)


Em 1990, ele foi eleito pela revista People um dos 50 homens mais bonitos do mundo. Em 1995, a revista britânica Empire o escolheu como um dos cem atores mais sexy da história do cinema.



Embora sábado & os sonhos


McCain e Obama revelam-se menores do que a crise

Larry W. Smith/EFE

Terminado o espetáculo do primeiro debate entre John McCain e Barack Obama, restou a impressão de que a crise é maior do que a capacidade de ambos de lidar com ela.

Em tese, seria só mais um problema para a sociedade americana resolver. Mas, na prática, é bem mais do que isso.

Como ensina George Bush, a incapacidade pessoal, quando hospedada na Casa Branca, torna-se uma dor de cabeça de dimensões planetárias.

Sob a mediação do jornalista Jim Lehrer, os candidatos foram convidados a discorrer sobre a crise que incendeia os mercados logo no início da contenda.

Num instante em que o governo prepara-se para enterrar US$ 700 bilhões do contribuinte num buraco privado, McCain e Obama se entregaram ao debate de miudezas.

McCain acenou com o corte de gastos públicos. Chegou mesmo a mencionar um tipo de despesa chamada por lá de "earmarks."

São gastos injetados por congressistas no Orçamento preparado pelo Executivo. Coisa de US$ 18 bilhões por ano. “Peanuts”, diria um americano. Café pequeno, dizemos nós.

Obama desperdiçou um naco do tempo que lhe coube para informar que combaterá a crise podando os impostos pagos por americanos que ganham até US$ 250 mil anuais –95% da população. Mais “peanuts”.

Nenhuma palavra sobre a incúria de um mercado financeiro sem rédeas. Nada sobre o peso dos EUA na economia global. Nem sinal de um esboço de redesenho do sistema apodrecido. Coisa nenhuma acerca da ineficiência da fiscalização oficial.

A certa altura, o mediador Jim Lehrer tentou trazer os contendores à realidade. Disse que não enxergara na fala de ambos, nada que se parecesse com uma explicação objetiva acerca das mudanças que a crise provocaria em suas respectivas plataformas.

E McCain: vou congelar os gastos públicos. Obama redargüiu. Disse que o rival empunhava um machado diante de um problema que exige bisturi. Melhor, disse ele, rever os programas de curto prazo. E ponto.

De resto, McCain tratou da crise como se lidasse com uma dinamite lançada sabe-se lá por quem.

Obama tentou, num par de intervenções, lembrar ao telespectador que o adversário, cacique da mesma tribo republicana de Bush, ajudou a acender o pavio.

Faltou, porém, ênfase à decantada oratória de Obama. Bem-sucedido na tática de se dissociar do desastre, McCain não se deu por achado.

Tratou de celebrar o fato de a crise ter aproximado republicanos de democratas na busca conjunta de uma solução.

Nesse ponto faltou, de novo, competência retórica a Obama. Esquivou-se de lembrar que os republicanos –McCain à frente— dificultam a costura do entendimento necessário à aprovação do superpacote no Congresso.

Tudo considerado, produziu-se um debate sem vencedores. Houve, em contrapartida, dois perdedores. O eleitor e, sobretudo, George Bush.

Bush e sua administração apanharam indefesos. McCain portou-se como personagem de uma fábula de Esopo. Aquela sobre os dois peregrinos que deram de cara com um urso na estrada.

Um deles, apavorado, refugiou-se no alto de uma árvore. O outro se jogou no chão, fingindo-se de morto. O urso chegou perto, soprou-lhe algo na orelha e foi embora.

O McCain da fábula desce da árvore e pergunta: "O que é que o urso cochichou no seu ouvido?"

E Bush: "Ele me aconselhou a não viajar mais com quem abandona os amigos na hora do perigo". Moral: É na dificuldade que se prova a lealdade.

~ ~ ~

Ganância e luta pelo poder tornam o ser humano patético,
e sua etnia não conta ponto à favor e nem contra quanto a essa condição humana.
AMC

Dia Feliz


Dia de respirar...foram tantas as horas antes desse dia chegar.

Não importa tanto se a bolsa despencou, se o índio subiu, se o charlatão foi preso e logo após, solto por um juiz muito brando; nem se o debate entre Obama e McCain
foi ruim; se a melequenta Marta, ex-Suplicy, ainda está à frente nas pesquisas da campanha para a prefeitura municipal...a semana acabou. Já há um ar de repouso no silêncio da madrugada.

Uma manhã sólida de sol, e canto dos raros pássaros que ainda habitam esta terra sem lei, sem ordem, e quase desprovida de natureza...expectativa de um dia lindo.

Expectativa de sonho do ser um dia, um dia assim: assim repleto de alegria, descontração e concentração naquilo que fala mais alto ao coração, e que pode ser um qualquer coisa, como o jardim, como amar por longas horas, como cozinhar um prato adorável, como telefonar aos entes queridos, como pintar um quadro, escrever um poema ou as memórias...caminhar de mãos dadas, abraçar mais os filhos, olhar mais pela janela, observar com lentidão e retidão o muito que tudo contém, ou um caminhar lento, convergente, ansioso e deleitoso pelo seu próprio ser, buscando as impressões, indeléveis, que os dias passados deixaram e aspergindo o perfume de todas as promessas e contatando todas as realizações.

No mais, é sábado, tudo pode vir a ser surpreendente!

Magnificamente amoroso e amorável.

AMC


Memoráveis canções e obras de arte

View SlideShare presentation or Upload your own.

sexta-feira, setembro 26, 2008

Um presente

Maysa "Ne Me Quitte Pas"

video

Ensino



Se foi assim até 2006, imagine depois!

""Semana passada comprei um um artigo que custou R$ 1,58. Dei à balconista R$ 2,00
e peguei na minha bolsa 8 centavos, para evitar receber ainda mais moedas.

A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora,
aparentemente sem saber o quê fazer.

Tentei explicar que ela tinha que me dar 50 centavos de troco, mas ela não
se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la.

Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela
aparentemente continuava sem entender.

Porquê estou contando isso?
Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi
assim:

1. Ensino de matemática em 1950:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de
produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda. Qual é o
lucro?

2. Ensino de matemática em 1960:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de
produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda, ou R$ 80,00.
Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1970:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de
produção desse carro de lenha é R$ 80,00. Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1980:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de
produção desse carro de lenha é R$ 80,00. Escolha a resposta certa, que
indica o
lucro:
R$ 20,00 ( ) R$40,00 ( ) R$60,00 ( ) R$80,00 ( ) R$100,00 ( )

5. Ensino de matemática em 1990:
Um cortador de lenha derruba uma bela árvore porque êle é egoísta e não tem
nenhuma consideração para com o habitat de animais ou a preservação de
nossas florestas. Êle faz isso apenas para ter um lucro de R$ 20,00. O quê
você
acha dessa maneira de ganhar a vida? É socialmente justa?

6. Ensino de matemática em 2006:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de
produção é R$ 80,00. Ele tem um lucro de apenas R$20,00. Não está sendo
explorado pelo capitalismo selvagem e destruindo a natureza? Depois de
responder, dê sua
opinião sôbre como os tatus, os passarinhos, as cobras e outros animais se
sentiram com essa destruição do seu habitat...."



Fonte: e-mail

quinta-feira, setembro 25, 2008

Leia números


35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5!

terça-feira, setembro 23, 2008

Adoro a criação & arte

Encantadora Primavera Google!




Brasília - A primavera começa hoje (22) no Hemisfério Sul, às 12h44.

E eu que jurava que havia me casado no dia 23 de setembro
porque era o início da primavera!

Quanto engano!


Não apenas quanto ao início da primavera.

Terra esgota sua capacidade

Nesta terça-feira, a Terra esgota sua capacidade anual de produzir bens e absorver resíduos

Mônica Pinto / AmbienteBrasil

Nesta terça-feira, 23 de setembro de 2008, a humanidade terá consumido toda a área de terra disponível para produzir seus bens de consumo e absorver seus resíduos para este ano, com a tecnologia atualmente disponível. Os cálculos foram feitos pela Global Footprint Network (Rede Global da Pegada Ecológica), organização não-governamental que realiza pesquisas científicas sobre o tema.


"A Pegada Ecológica é uma metodologia científica utilizada para calcular com bastante precisão qual é a capacidade do planeta Terra de regenerar seus recursos naturais anualmente, absorver os resíduos gerados por toda a atividade industrial e não industrial e, finalmente, cruzar estes dados com informações sobre o consumo de recursos naturais pela espécie humana", disse a AmbienteBrasil Alexander Van Parys Piergili, consultor em sustentabilidade empresarial da EcosSistemas e parceiro no Brasil da Global Footprint Network.

Ele explica que é possível consumir mais do que o planeta produz por que a Terra possui uma "poupança" de recursos naturais que permite essa discrepância por um determinado período de tempo. "Quanto mais gastamos a poupança da Terra, menor sua capacidade de regeneração ou, como em um investimento bancário, menores são os retornos financeiros", adverte.

"No caso da Terra, o retorno do investimento é a capacidade do planeta de regenerar os recursos naturais fundamentais para todas as espécies que o habitam", diz Alexander. "Diferente de um investimento bancário, a escolha de como aplicamos este capital tem conseqüências vitais, ao menos para a humanidade".

Segundo ele, a boa notícia é que com os recursos científicos, tecnológicos e informações disponíveis hoje, cada tripulante da nave espacial Terra tem em mãos instrumentos de navegação que fornecem dados importantes sobre o desempenho da nave, e permitem a tomada de decisões baseadas em informações consistentes, de modo a manter seu bom funcionamento.

A WWF Brasil mantém o site http://www.pegadaecologica.org.br/, por intermédio do qual o leitor pode conhecer o "tamanho estimado de sua Pegada Ecológica". Via de regra, observa-se uma relação diretamente proporcional entre consumo excessivo de bens industrializados e pegadas grandes.

"É importante notar que tanto a quantidade como a qualidade do que consumimos se refletem diretamente sobre o tamanho de nossa Pegada Ecológica. Assim, não basta reduzir o consumo, mas talvez mais importante, consumir as coisas certas", diz o consultor Alexander.

A WWF Brasil também expõe, no respectivo site, práticas que ajudam a diminuir a Pegada Ecológica de cada um, pela adoção de estilos de vida mais equilibrados e amigáveis com o meio ambiente, o que é fundamental para a Terra.

"Há muitas coisas que você pode fazer no seu dia-a-dia, basta ter disposição e prestar atenção no caminho. O planeta e a vida agradecem", exorta a entidade. Confira.

Alimentação
Evite alto consumo diário de proteínas (carne animal), de produtos industrializados e de fast food. Assim, além de uma dieta mais saudável, você irá evitar a produção de muitas embalagens, que logo viram lixo.
Hábitos
Todos os nossos hábitos de moradia, alimentação, consumo, locomoção têm relação direta com a utilização dos recursos naturais, assim como nossas opções de lazer.
Consumo
O excesso de hábitos consumistas é um dos fatores que mais contribui para o esgotamento das reservas naturais do planeta. Evite substituir aparelhos de alta tecnologia sem necessidade e reduza o consumo de descartáveis.
Moradia
Procure identificar vazamentos em sua casa ou no seu bairro, evite o uso da mangueira para limpar calçadas ou lavar o carro e junte roupas para lavar e passar.
Transporte
O aquecimento global é causado, em grande parte, pelos gases da combustão dos motores dos automóveis. Por isso, um transporte sustentável tem de levar o máximo de carga gastando o mínimo de combustível.

Explicando a passagem do tempo



Por Airton Luiz Mendonça

(Artigo do jornal o Estado de São Paulo )


O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.

Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma
mobília, sem portas ou janelas, sem relógio... você começará a perder a noção do tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as
reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.

Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:

Nosso cérebro é extremamente otimizado.

Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.

Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.

Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar
conscientemente tal quantidade.

Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no
índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.

É quando você se sente mais vivo.

Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente
colocando suas reações no modo automático e 'apagando' as experiências duplicadas.

Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o
tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.

Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa atenção parece ser requisitada ao máximo.

Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os
sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.

Como acontece?

Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com
os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de repetir realmente a experiência).

Em outras palavras, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para
a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa... São apagados de sua noção de passagem do tempo...

Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a
experiência repetida.

Conforme envelhecemos, as coisas começam a se repetir -as mesmas ruas,
pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo. Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.

Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a...

ROTINA

Não me entenda mal, por favor.

A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das
pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.

Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo:
M & M (Mude e Marque).

Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos.

Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias
sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas.

Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário
para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia).

Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de
momentos usuais.

Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma, visite parentes
distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo. Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor, faça diferente.

Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes.

Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências
diferentes.

Seja diferente.

Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu
marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos..... em outras palavras...... V-I-V-A. !!!

Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais
longo.

E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e
buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais v-i-v-o... do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.

Cerque-se de amigos.

Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões
diferentes e que gostam de comidas diferentes.

Enfim, acho que você já entendeu o recado, não é?

Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade,
emoção, rituais e vida.

E S CR EVA em tAmaNhos diFeRenTes e em
CorES di f E rEn tEs !

CRIE,
RECORTE, PINTE, RASGUE, MOLHE, DOBRE, PICOTE, INVENTE, REINVENTE...

V I V A ! ! !

segunda-feira, setembro 22, 2008

E porque hoje é



Registro uma forma didática de explicar a crise americana.


'É assim:


O seu Biu tem um bar, na Vila Carrapato, e decide que vai vender cachaça "na caderneta" aos seus leais fregueses, todos bebuns e quase todos desempregados.


Porque decide vender a crédito, ele pode aumentar um pouquinho o preço da dose da branquinha (a diferença é o sobrepreço que os pinguços pagam pelo crédito e o aumento da margem para compensar o risco).


O gerente do banco do seu Biu, um ousado administrador formado em curso de emibiêi, decide que as cadernetas das dívidas do bar constituem, afinal, um ativo recebível, e começa a adiantar dinheiro ao estabelecimento tendo o pindura dos pinguços como garantia.


Uns zécutivos de bancos, mais adiante, lastreiam os tais recebíveis do banco, e os transformam em CDB, CDO, CCD, PQP, TDA, UTI, OVNI, SOS ou qualquer outro acrônimo financeiro que ninguém sabe exatamente o que quer dizer.


Esses adicionais instrumentos financeiros, alavancam o mercado de capítais e conduzem a operações estruturadas de derivativos, na BM&F, cujo lastro inicial todo mundo desconhece (as tais cadernetas do seu Biu ).


Esses derivativos estão sendo negociados como se fossem títulos sérios, com fortes garantias reais, nos mercados de 73 países.


Até que alguém descobre que os bêubo da Vila Carrapato não têm dinheiro para pagar as contas, e o Bar do seu Biu vai à falência. E toda a cadeia sifu.


Se com esta explicação você ainda tiver dúvidas..."

domingo, setembro 21, 2008

Alegria no Domingo!



A MELHOR RECEITA DE FRANGO NO FORNO


FRANGO COM WHISKY

Ingredientes:
- 1 garrafa de whisky (do bom, claro, 15 ANOS!)
- 1 frango de aproximadamente 2 quilos
- sal, pimenta a gosto
- 350 ml de azeite extra virgem
- nozes moídas

Modo de preparar:
- Beba uma dose de whisky
- pegue o frango
- beba uma dose dupla de whisky
- envolver o frango e temperá-lo com sal, e pimenta a gosto.
- beba outra dose
- regue o grango com o azeite.
- Pré-aquecer o forno por aproximadamente 10 minutos.

- Sirva-se de uma boa dose (caprichada) de whisky enquanto aguarda.
- Use as nozes moidas como 'tira gosto'.

- Colocar o frango numa assadeira grande.
- Sirva-se de mais duas doses de whisky.

- Axustar o terbostato na marca 3, e debois de uns vinch binutos, botar para
assassinar.
- digu: assar a ave.

- Derrubar uma dose de whisky debois de beia hora,
- formar abaertura e gontrolar a assadura do frango.

- Tentar zentar na gadeira, servir-se de uoooooooootra dose de whisky.

- Cozer(?), costurar(?), cozinhar, sei lá, o vrango.

- Deixáááá o raio do pato no vorno por umas 4 horas.

- Tentar retirar o vrango do vorno -- num vai guemar a mão, !

- Maaaandar mais uma boa dose de whisky pra dentro . . de você, é claro.

-Tentar novamente tirar o sacana do vrango do vorno, porque na primeira
teenndadiiiva dããão deeeeuuuuuu certo.

- Begar o vrango que gaiu no jão e enjugar o filho da mãe com o pano de jão e
cologá-lo numa pandeja ou qualquer outra coisa, bois avinal você nem
gosssssssssta muito dessa coisa de barrego assado.

bonsssss copos

“Shaumbra”

“Shaumbra” significa Família e Amizade Interior profunda

View SlideShare presentation or Upload your own.

sábado, setembro 20, 2008

Como eu

Dentro e Fora

(Luan Jessan)

Por fora
tenho tantos anos
que você nem acredita.
Por dentro, doze ou menos,
e me acho mais bonita.
Por fora, óculos;
algumas rugas,
gordurinhas,
prata nos tintos cabelos.
Por dentro sou dourada,
Alma imaculada,
corpo de modelo.
Por fora, em aluviões,
batem paixões contra o peito.

Paixões por versos, pinturas,

filosofia e amigos sem despeito.
Por dentro, sei me cuidar,
vivo a brincar, meio sem jeito.
Não me derrota a tristeza;
não me oprime a saudade;
não me demoro padecente.
E é por viver contente
que concluo sem demora:
é a menina
que vive por dentro,
que alegra
a mulher de fora!

Artista & Arte

View SlideShare presentation or Upload your own.

Porque hoje é sábado...

Empenho para liberdade

video

sexta-feira, setembro 19, 2008

No Orkut

TRE libera apoio a candidatos no Orkut

Por unanimidade, o TRE de São Paulo aprovou o uso do site de relacionamentos Orkut para manifestação de apoio a candidatos eleitorais.

O tema era uma incógnita. A resolução nº 22.718, uma espécie de guia para as eleições municipais deste ano, limitava a campanha virtual à página do candidato.

Quando chamado a se pronunciar sobre os demais recursos da internet, o TSE optou por julgar os casos concretos que chegassem à corte.

O TRE-SP julgou um recurso da coligação Integração (PMDB, PHS, PDT, PR, PRB e PPS), que queria anular uma sentença da Justiça Eleitoral de primeiro grau favorável ao uso do Orkut pelo vereador Eugênio José Zuliani (DEM), candidato a prefeito de Olímpia (SP).

Apesar de a decisão valer para o caso específico, a decisão do tribunal vira referência para o Judiciário de primeira instância. A coligação ainda pode recorrer ao TSE.

Para o juiz relator do caso, Flávio Yarshell, “embora a legislação tenha procurado limitar a propaganda eleitoral para evitar abusos, não parece lícito reputar que referida norma tenha impedido toda e qualquer forma de comunicação de candidatos que, de alguma forma, passem pela rede mundial”.

O magistrado disse que não há desigualdade no uso do Orkut, pois ele é acessível a diversas camadas da população e o site tem divulgação livre e gratuita.

Fonte: In Blog

ISSO É BRASIL...

Água mineral feita a partir do mar chega aos EUA

Moradores de Miami, na Flórida (EUA), poderão a partir do próximo mês entrar em lojas de conveniência da cidade e levar pra casa uma nova garrafa de água mineral, a H2Ocean. Seria apenas mais uma marca no mercado, não fosse por um detalhe: a H2Ocean é feita a partir da água do mar, com aplicação da nanotecnologia. E mais. O processo foi desenvolvido por brasileiros.

A H2Ocean nasceu da experiência de dois cientistas, que começaram a desenvolver a tecnologia de controle de minerais em água dessalinizada. Isso ocorreu há dez anos. Em seguida, somaram-se à dupla outros dois sócios. Em 2003, eles conseguiram a patente do processo e passaram a bater de porta em porta para tentar comercializar a água. 'Ao longo de dez anos, foram investidos cerca de US$ 2 milhões na companhia', diz Rolando Viviani, gerente de marketing da H2Ocean. Segundo ele, todas as pesquisas foram feitas com recursos próprios dos quatro sócios. Seus nomes, por enquanto, são mantidos em sigilo. No início, o objetivo da H2Ocean era vender a água 'nanotecnológica' no Brasil.

A empresa alega ter procurado a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2006 para realizar o pedido de registro do engarrafamento do produto. A resposta teria sido a de que não há legislação específica para que esse tipo de água seja vendido no país por conta da sua fonte: o mar. Procurada, a Anvisa informou que a H2Ocean nunca entrou com um pedido de registro. A empresa, entretanto, enviou ao Valor fac-símile da página da Anvisa na internet em que aparece o número do processo do registro e do protocolo, em nome de Aquamare Beneficiadora e Distribuidora de Água. A data de entrada é de outubro de 2006 e o pedido foi negado em março do ano passado. Em dezembro, a mesma Aquamare fez uma segunda tentativa, enviando uma carta à Anvisa em que pedia esclarecimentos sobre o que fazer para obter o registro. A resposta veio quatro meses depois, com a indicação de que a empresa deveria 'importar' uma legislação sobre o assunto. Ao Valor, a Anvisa também informou que 'a empresa interessada na produção (...) de água dessalinizada deve apresentar, preferencialmente por intermédio de uma associação, proposta de regulamentação para avaliação pela Anvisa'.

As dificuldades para se obter o registro no Brasil levaram a H2Ocean a mudar de estratégia. A empresa continua interessada em obter a aprovação da Anvisa, mas decidiu priorizar a busca por novos mercados. A opção foi pelos EUA. 'O registro da empresa saiu em três horas e a água foi analisada em 15 dias. Nos EUA, conseguimos resolver em três meses tudo o que não conseguimos aqui em quatro anos', afirma Viviani. O Valor, porém, não teve acesso ao registro obtido no exterior. A venda da H2Ocean começa nos Estados Unidos em agosto, em três estados: além da Flórida, Nova Jérsei e Atlanta. Foram embarcados oito contêineres do produto, feito inicialmente na fábrica de Bertioga, litoral sul de São Paulo. A unidade poderá ser desativada em breve. A produção deve ser transferida para os EUA no fim deste ano. A nanotecnologia foi o instrumento utilizado pela H2Ocean para transformar a água do mar em água mineral dessalinizada.

A água dos oceanos é rica em micro e macro nutrientes, como o boro, o cromo e o germânio - elementos dos quais o corpo humano necessita, em pequenas doses. Com a nanotecnologia, a H2Ocean conseguiu, a partir da água recolhida em alto mar, retirar o sal e manter grande parte dos minerais. Para chegar a esse resultado, os cientistas criaram um filtro com nanotecnologia aplicada, o nanofiltro. O processo inicial é o mesmo que se faz desde a década de 1940: a dessalinização. Depois de retirado o sal, restam duas opções, segundo Viviani: 'Ou todos os minerais são retirados da água ou ela continua salgada'. Com uma sequência de nanofiltragens, a H2Ocean conseguiu manter 63 dos 86 minerais contidos na composição inicial. Surgiu a água do mar mineral. Para saber se o resultado é bom, o brasileiro vai ter de esperar. Ou passar em alguma 'deli' na próxima viagem à Disney.

(Fonte: Gazeta Mercantil - Indústria - Pág C1 - 30.07.08)

quinta-feira, setembro 18, 2008

Ibope de novelas desaba na Globo

Ricardo Feltrin

Pela primeira vez na história da Globo o ibope das novelas é preocupante. Muito preocupante. Com exceção da atual novela das 19h, "Três Irmãs", a teledramaturgia global atravessa uma fase sombria sem precedentes. Embora ainda esteja em primeiro lugar no mercado, a hegemonia da Globo em novelas está ameaçada. E em queda, tanto no país como na praça mais importante: a Grande São Paulo.

Mensuramos a queda no ibope. Gráficos abaixo mostram a performance das novelas da Globo desde 2000. Ooops! publica o raio X dos três horários novelas.

Leia mais e veja os gráficos

quarta-feira, setembro 17, 2008

Manhã de Carnaval - André Rieu's Orchestra

video

Candidato sincero




Mais sincero, impossível!

Muito correta esta interpretação

O PT JÁ MANDOU FLORES PARA GERALDO ALCKMIN HOJE?

Blog: Reinaldo Azevedo


Leiam algumas frases do novo marqueteiro de Geraldo Alckmin (PSDB), Raul Cruz Lima, o homem que decidiu deixar Marta Suplicy (PT) de lado e partir para cima de Gilberto Kassab (DEM), que administra São Paulo com o... PSDB!!!

- "Assumi com o dr. Geraldo (Alckmin) dois compromissos: com a vitória e com a verdade. Temos de mostrar os fatos".
- "Não se trata de ataque. Se trata de mostrar a história política dele [Kassab]. Temos que mostrar que Kassab trabalhou com Pitta e Maluf e que é aliado de Orestes Quércia (PMDB). Entre as melhores virtudes do Alckmin estão sua coerência política e sua credibilidade. Temos que mostrar isso, a diferença dele para os outros".

Como se vê, o comando da campanha de Alckmin decidiu associar Gilberto Kassab a Celso Pitta e Maluf — o que, do ponto de vista político, é falso como nota de R$ 3, e explorar a coligação do DEM com o PMDB, tentando trazer para o primeiro plano a figura de Quércia. Alckmin faz, assim, a opção pela guerra aberta. Lembram-se daquela ladainha de que seu pai lhe ensinou que o negócio era falar bem de si mesmo e jamais mal dos outros? Pois é! Só vale para adversários. Dos aliados de seu partido, ele fala mal sem problemas. Quem não se lembra de um Alckmin que optou, numa estratégia genial, por ignorar Lula em 2006? Faz o mesmo com Marta Suplicy, elegendo um aliado de seu partido como inimigo.

As frases do tal marqueteiro estão publicadas numa reportagem de hoje do Estadão, assinada por Ana Paula Scinoca. Geraldo Alckmin está executando dois movimentos em um:
1) caso Gilberto Kassab passe para o segundo turno, está tornando seu apoio ao prefeito praticamente impossível;
2) caso ele próprio, Alckmin, dispute com Marta, acredita pode prescindir do apoio de Kassab, já que o governador José Serra seria empurrado pelo partido a entrar na campanha.

A tática expõe um jeito de fazer política e nos faz vislumbrar sua noção de lealdade na, como é mesmo?, construção do partido... Que se note: Kassab deu largada a sua campanha, muito atrás, praticamente ignorando Alckmin. O trabalho de confrontar o petismo na cidade ficou apenas por conta do candidato do DEM. Desde o primeiro programa, o tucano se dedicou a tentar desconstruir a gestão Serra/Kassab — que, não obstante, é amplamente aprovada pelos paulistanos. A escolha inicial era falar das carências ainda existentes na cidade — são e serão muitas por muitos anos — sem, no entanto, um ataque direto ao prefeito. Os alckmistas não apostavam na ascensão de Kassab. Erraram nesse particular.

Agora, como se vê, a escolha é outra. Além de prosseguir a campanha para tentar desqualificar o trabalho da Prefeitura, opta-se pelo jogo sujo, pela depredação política. Nem nos seus melhores sonhos, Marta Suplicy poderia contar com um aliado objetivo como Alckmin. Se a tática do ex-governador der certo, ele próprio terá fornecido à petista a munição necessária para combatê-lo no segundo turno. Mas não só isso.

Na trajetória, terá também criado um tumulto importante nas relações PSDB-DEM, um dos caminhos — pode não ser o único, mas é hoje o principal — para apear o PT do poder. Desde quando ele anunciou a sua obsessão de “prefeitar”, observei que seu jogo a) tinha muito de pessoal, como sempre; b) servia a outros desígnios.

E Kassab? Faz o quê? Parte também para a depredação, com a mesma honestidade política? Mostra imagens da estação desmoronada do Metrô, “obra de Alckmin”? Mostra os ataques do PCC em São Paulo, na “gestão de Alckmin”. Convenham: o prefeito cresceu, ele sim, exibindo os próprios méritos. E foi a campanha do candidato do DEM que tirou alguns pontos de Marta no primeiro turno.

Com essa escolha, mesmo que vença, Alckmin está dando mais uma pancada na já debilitada oposição. Alguns gênios devem estar lhe soprando futuros gloriosos ao ouvido. Outros candidatos de si mesmos já pensam em alçar vôos maiores em 2010. Não custa lembrar: quem escolheu Kassab para vice de Serra em 2004 foi... Geraldo Alckmin. A idéia era mesmo indicar um político então pouco conhecido porque isso obrigaria Serra a permanecer na Prefeitura e a não disputar a Presidência em 2006. Se bem se lembram, “Geraldo” foi o chefe da torcida “Fica, Serra”. Tivessem as coisas se dado como ele queria, Aloizio Mercadante estaria agora no Palácio dos Bandeirantes.

A campanha de Kassab não deve subestimar a saraivada que vem por aí. "Ignorar Geraldo” parece, em princípio, uma boa tática para o prefeito candidato, mas com um olho no peixe e outro no gato. Ao menor sinal de que a campanha suja está surtindo efeito, o negócio é seguir a recomendação dos geraldistas e reagir “doa a quem doer”.

O PT já mandou flores para Geraldo Alckmin hoje?

terça-feira, setembro 16, 2008

‘Ensaio sobre a cegueira’ mostra o pior lado do ser humano

Crítica


Por Ronaldo Pelli


“Ensaio sobre a cegueira”, o livro do português ganhador do prêmio Nobel José Saramago, mostra o pior lado do ser humano quando pode agir sem ser visto. “Ensaio sobre a cegueira”, o filme dirigido por Fernando Meirelles, que já concorreu ao Oscar por “Cidade de Deus”, consegue retratar com fidelidade essa transformação do homem em animal que só vive para saciar seus apetites mais primitivos.

No longa que estreou nesta sexta-feira (12), um grupo de pessoas é atingido por uma epidemia de cegueira branca. Com medo do contágio, o governo decide isolá-los em um manicômio abandonado. Lá, eles têm que se acostumar a novas regras e hierarquias. Enquanto uns propõem a igualdade de direitos e deveres entre todos, outros crêem que podem governar pela força e humilham os restantes."

Leia mais




"Curiosidades municipais"

Por Cristiana Lôbo

"No começo da campanha eleitoral, tudo indicava que os grandes embates seriam entre PT e PSDB. O caso mais citado era a da prefeitura de São Paulo que, na ocasião, tinha na frente Geraldo Alckmin e imaginava-se que Marta Suplicy (PT) alcançaria a vaga para a disputa em segundo turno.

Um mês depois do início da campanha na televisão, a disputa aponta noutra direção: de dois embates entre o PT e o Democratas. Em São Paulo, com o crescimento da candidatura do prefeito Gilberto Kassab e em Salvador, onde quem cresceu foi o PT, com Walter Pinheiro.

Nestas duas capitais, vale lembrar, há, ainda, um entrevero forte entre os aliados nacionais PSDB e DEM. Em São Paulo, cada um seguiu seu rumo, com candidato próprio e o PSDB dividido, abriu espaço para o crescimento do DEM. Em Salvador, DEM e tucanos não se bicam há muitos anos. Lá é mais fácil - aliás, já ocorreu várias vezes - de o PSDB ficar com o PT contra o DEM. Desta vez, não deve ser diferente. Só que o DEM baiano instou o PSDB nacional a não permitir críticas de tucanos a seu candidato a prefeito, o deputado Antonio Carlos Magalhães Neto. A promessa está feita. Mas apoio, dificilmente acontecerá - para não dizer impossível, porque em política, nada seria impossível.

Resumo da ópera: o PSDB perdeu para o DEM a vaga de adversário preferencial do PT. Poderá estar fora do segundo turno nestas duas capitais que se tornaram no decorrer da campanha prioridades para os petistas."

Tudo o que poderia acontecer de pior para a cidade de São Paulo, seria a eleição dessa desvairada Marta Suplicy. Valha-nos Deus!
AMC

sábado, setembro 13, 2008

Porque hoje ainda é sábado...

...e o filme é maravilhoso!



Minha Vida na Outra Vida - Filme Completo. Esse filme, é a prova real da reencarnação, baseado em fatos. Não precisa fazer download, passa direto pelo Google Vídeo, você só tem que esperar ele carregar, mas vale muito a pena!

Para isso clique na imagem acima

Se desejar fazer o dowunload...

Sinopse

Pela primeira vez na história, um filme retrata, com fidelidade, lógica e respeito, a reencarnação, tema de interesse de milhões de pessoas em todo o mundo. Baseado em fatos relatados no livro autobiográfico de Jenny Cockell, Minha Vida na Outra Vida conta a história de Jenny, uma mulher do interior dos Estados Unidos, que tem visões, sonhos e lembranças de sua última encarnação, como Mary, uma mulher irlandesa que faleceu na década de 30. Intrigada, Jenny sai em busca de seus filhos da vida passada. Tem início uma jornada emocionante. Jenny é magistralmente interpretada pela renomada atriz Jane Seymour, de Em Algum Lugar do Passado. Só, que desta vez, não se trata de ficção, mas de realidade.


Informações Técnicas

Título no Brasil: Minha Vida na Outra VidaTítulo

Original: Yesterday's Children

País de Origem: EUA

Gênero: Drama

Classificação etária: Livre

Tempo de Duração: 93 minutos

Ano de Lançamento: 2000

Site Oficial: Estúdio/Distrib.: VersatilDireção: Marcus Cole
ElencoJane Seymour .... Jenny Cole/Mary SuttonClancy Brown .... Doug ColeKyle Howard .... Kevin ColeDenis Conway .... Father KellyEoin McCarthy .... John SuttonCillian Caffrey .... Young SonnyStanley Anderson .... Dr. Christopher GarrisonClaire Bloom .... MaggieHume Cronyn .... Sonny SuttonPeadar Lamb .... Arthur McSweeneyConor Evans .... Thomas LaydenAngus MacInnes .... Sam CaseyFrances Burke .... Elizabeth SuttonPaul Kennedy .... Irish DoctorEric Weitz .... Martin Green

Faz um bem imenso crer que a podridão que existe em nosso país, em nosso mundo, é apenas um estágio e que um dia saberemos, de alguma forma, que todos os mal feitores desse país, assim como de outros, não pisarão mais o mesmo terreno que almas sensíveis que lutam para a purificação.

AMC

Não por menos ela diz: "relaxa e goza"!

ELEIÇÕES MUNICIPAIS – SÃO PAULO

PARA PREFEITO: MARTA, DIRCEU E BELISÁRIO – TRÊS EM UM


Saiba o eleitor paulista que se votar em marta estará votando em Dirceu e no marido Belisário, na chatura, antipatia, prepotência e no pedantismo... É um pacote

Dirceu quer voltar a fazer o que fez na Chefia da Casa Civil, agora na Prefeitura de São Paulo, com Marta e o marido dela, seja lá ele quem for

Toinho de Passira

Dirceu anda dizendo pelos bastidores que no próximo ano estará regressando a política, sorri quando perguntam se é na prefeitura de São Paulo, o eleitor paulista deve saber que se votar em Marta estará votando também em José Dirceu, o chefe quadrilheiro do mensalão, um experiente negociador municipal, com empresas de lixo.

Há uma lógica na certeza do suposto Chefe da Quadrilha do Mensalão: quando era o Ministro todo poderoso de Lula, e ela uma prefeita tentando se reeleger, sem votos e sem perspectiva, Dirceu a apoiou junto ao Presidente, mais apesar de tudo o povo não a reentronou .

Quando ele caiu em desgraça descoberto fazendo falcatruas, cassado pelo Congresso e caçado pelos inimigos, Marta enfrentou os poucos idealistas do Partido que queriam puni-lo, expulsá-lo, jogá-lo as feras, por causa da quadrilha do mensalão, e conseguiu que ele ficasse por ali, impune, esperando a hora de dá um bote.

Há quase quatro anos, quando ela perdeu a eleição deixando a cidade afundada em uma dívida de R$ 2 bilhões. Ficou sem emprego, na rua da amargura, com um marido dispendioso para sustentar, foi Dirceu que reuniu um pouco do prestígio que lhe restava no governo, e pressionou até que o Presidente, meio a contragosto, terminou pendurando Marta no cabide do Ministério do Turismo.

Ela ficou relaxando, gozando e viajando, no ministério, até agora, quando se aventura novamente na tentativa de ser prefeita de São Paulo. As pesquisas lhe são favoráveis.

Dirceu acha que ela não vai deixá-lo de fora, sua ficha suja não é empecilho, ficha suja nesse governo é até prestígio, pois até o presidente está pensando em ressuscitar Renan Calheiros, como líder no Senado e sacar Antônio Palocci, das páginas dos processos judiciais para um Ministério.

Todo mundo sabe que Marta é muito simpática, cara de pau e atenciosa durante as campanhas eleitorais, mas é um porre insuportável, pedante e prepotente quando tem nas mãos algum poder. Ele é uma versão piorada dela. Imaginem essa dupla junta, fazendo maldades, com o povo, conspirando contra Tarso Genro, querendo tirar Dilma do páreo para presidência, governando sem licitação, inventando taxas, negociando com as empresas de lixo e curtindo a vida adoidada, com o dinheiro público.

Acrescente-se Felipe Belizário Wermus, mais conhecido pela alcunha de Luís Favre, o marido oficial de Marta, que não fica a desejar, nos mesmos itens prepotência, antipatia e pretensão, mais um pouco de malandragem. Só que o no caso dele fica mais chato, pois se trata de um argentino. O por sinal o Belissário está ficando a cara de Eduardo Suplicy, que coisa!

A bem da verdade, a situação de Belisário, não está garantida, pois se sabe que se Marta se ganhar a eleição, provavelmente muda de marido, até porque o atual está aparentemente desgastado, não mais se mostrando a altura do cargo de marido profissional.

Não esquecer que os três vão brigar entre si, por espaço na mídia e divisão no butim. Aconteça o que acontecer, parece vai ser muito divertido!

Minoria cada vez mais Minoria

Blog Ricardo Noblat

"Atenção comentaristas deste blog que costumam desancar Lula: da próxima vez que o fizerem não esqueçam que vocês são uma minoria. Uma minoria barulhenta, inconformada, com direito a se manifestar, mas uma minoria.

Não diria que vocês são uma minoria em extinção. A unanimidade é burra, decretou um dia o escritor Nelson Rodrigues. Além de burra, a unanimidade faz mal. No caso de um líder político, faz mal a ele ao país. Mas vocês são uma minoria cada vez mais minoria.

É o que dá conta a pesquisa do Instituto Datafolha publicada, hoje, pelo jornal Folha de S. Paulo. Foram entrevistados 2.981 brasileiros a partir dos 16 anos de idade. A margem de erro máxima, para os resultados que se referem ao total de entrevistados, é de dois pontos percentuais.

O governo Lula é considerado ótimo ou bom por 64% dos eleitores brasileiros. É um recorde histórico. Nunca antes na história deste país o Datafolha detectou tão gigantesco índice de aprovação. Em março último, era de 55%. Apenas 8% qualificam o governo de ruim ou de péssimo.

De zero a dez, os brasileiros dão nota sete para o governo. Como nenhum candidato a prefeito ou a vereador se arrisca a falar mal de um governo tão bem avaliado, anotem o que digo: ele fechará o ano com uma nota ainda maior.

Os brasileiros com maior renda e maior nível de escolaridade sempre resistiram ao charme de Lula. Pois agora se renderam. A maior variação positiva foi registrada justamente entre os que têm renda familiar acima de dez salários mínimos: passou de 43% para 57%.

Você tem escolaridade superior? Pois saiba que no meio de sua turma a aprovação a Lula subiu oito pontos, de 47% para 55%. Ela cresceu também em todas as regiões do país. No Sul, por exemplo, foi de 52% para 60%. E no Sudeste alcançou 57%. Deixemos o Nordeste de lado. Ali, Lula é um semi-Deus.

A força do homem pode empurrar para o alto os candidatos apoiados por ele? Nas atuais eleições municipais, sim e não. Depende. Ainda não foi suficientemente estudado entre nós o poder de transferência de votos. Lula esteve em São Paulo outro dia pedindo votos para Marta Suplicy.

É possível, contudo, que nas pesquisas a serem divulgadas nas próximas horas Marta perca alguns pontos ainda dentro da margem de erro. Pelo visto não tem apoio de Lula capaz de reverter em Curitiba a reeleição com folga do prefeito Beto Richa (PSDB).

De fato, o poder de transferência de voto de Lula só será testado para valer na eleição do sucessor dele."

Eu faço parte da minoria.

sexta-feira, setembro 12, 2008

Candidatos em debate

Marta, Alckmin e Kassab no debate da Band

Fonte: Reinaldo Azevedo

Nada se parece mais com uma lei de censura do que a legislação eleitoral brasileira que obriga as TVs a levar para os debates aqueles zumbis, candidatos de si mesmos, que nada têm a dizer. A cada vez que, de posse de seu 1% do eleitorado, um deles diz “no meu governo”, fico com vontade de me esconder debaixo da mesa do escritório. Já que parecem desprovidos dela, sinto vergonha por eles. No máximo, devem chamar a atenção da mãe, da mulher e da empregada — esta, espero, vingando-se do mané, vendo-o no papel ridículo.

Por que isso? A TV Bandeirantes realizou ontem o segundo debate entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo. Serviu para ver, entre os três com chances de vencer a eleição — Marta Suplicy (PT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Gilberto Kassab (DEM) —, quem está menos ou mais afiado, qual pode ser a estratégia dos próximos 19 dias e tal. E só. Não é possível levar a sério uma mesa em que um tal Renato Reichmann diz haver 250 mil crianças fora da creche em São Paulo. É mentira! É uma estupidez! Ou ter de agüentar o agora nanico Paulo Maluf falando para o neto que o “vovô vai ser o melhor prefeito...” É o fim da picada as TVs não poderem fazer um debate, a esta altura, apenas com os três viáveis. A legislação tem vocação ditatorial. É pior do que a Lei de Imprensa do Regime Militar. Falei isso ao ministro Ayres Britto, presidente do TSE, naquele debate de que fui o mediador. “Ah, mas TV é concessão pública”. E daí? Só por isso tem de abrigar esse trem-fantasma? Tenham paciência! Adiante.

Dos três viáveis, Gilberto Kassab teve, sem dúvida, o melhor desempenho. Isso muda alguma coisa na eleição? Talvez seja o contrário: porque parece estar em ascensão, mostrou-se bastante seguro e respondeu com precisão técnica e, às vezes, dureza aos ataques de que foi alvo. O tucano Geraldo Alckmin também se saiu muito bem — sobretudo quando debateu segurança com Marta Suplicy. E a petista, bem..., a petista parece estar cultivando o hábito de falar primeiro e pensar depois. Vamos lá.

Sob o pretexto de criticar a gestão Serra na Prefeitura por ter extinguido (com o auxiliar “ter”, o certo é “extinguido”) a inútil Secretaria Municipal de Segurança, Marta foi na jugular de Alckmin e lembrou os ataques do PCC em São Paulo, dando a entender que a criminalidade, na sua gestão, saiu do controle, que os tucanos não ligam pra isso... Quebrou a cara. Até porque é mesmo mentira. Em 12 anos, o número de homicídios em São Paulo caiu mais de 70%, uma queda espantosa, como bem lembrou Alckmin. E isso é verdade. No embate dos dois, o ex-governador ainda levou vantagem sobre a petista quando lembrou — e isso também é fato — que ela deixou uma dívida na prefeitura de R$ 1,8 bilhão. Restou à candidata dizer que não iria discutir números com ele. Sei...

Marta teve uma jornada infeliz também com Gilberto Kassab. Por alguma razão, os petistas acham que ruim não é dívida, mas ter dinheiro em caixa. Coube ao prefeito lembrar que a grana é destinada ao pagamento das obrigações contraídas pela Prefeitura e que, bem..., ruim mesmo é não pagar. Segundo Marta, o fato de a Prefeitura ter dinheiro no banco corresponde a “dar dinheiro para os banqueiros”. Ai, Deus! No seu único momento feliz do debate, Maluf lembrou o que é fato: as duas administrações que deixaram São Paulo mais endividada até hoje foram petistas: a de Erundina e a de Marta.

A dinâmica do programa permitiu a Kassab e à candidata Sônia Francini (PPS) uma espécie de dobradinha, sei lá se voluntária, que acabou sendo positiva para o prefeito. Nas duas vezes em que fez pergunta à vereadora, ele listou as próprias obras e perguntou a que ela achava a respeito. Ela achava que o caminho era aquele, mesmo lembrando que há muito por fazer. Claro, claro, sempre há. Kassab tem uma coisa a seu favor, que facilita o desempenho em encontros dessa natureza: ele realmente tem muito o que mostrar.

Sim, Alckmin atacou a Prefeitura, embora não de modo frontal — os embates mais duros ficaram mesmo reservados para Mart. Criticou a área de saúde, de transportes e as subprefeituras, loteadas, segundo ele, entre os vereadores. Não se referiu diretamente a Kassab, mas nem precisava. No último bloco, na fala final, o prefeito aproveitou os dois minutos e, aí sim, falando diretamente com Alckmin, lembrou que ele foi governo por oito anos e que a saúde, por exemplo, deixou muito a desejar. Não dava mais para o tucano responder.

Houvesse um júri montado para saber quem deu as melhores respostas e quem trabalhou com números mais realistas, o vitorioso seria Kassab, embora Alckmin também tenha se saído bem. Marta foi quem mais se atrapalhou nos embates diretos. Todas as suas iniciativas mais agressivas tiveram contra-ataques duros dos dois principais oponentes. Debates mudam alguma coisa? Sinceramente, acho que não. E, com as limitações impostas pela legislação de vocaçao ditatorial, tornaram-se uma chatice infernal.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails