"Deus me respeita quando eu trabalho. Mas me ama quando eu canto."

sábado, maio 30, 2009

Uma questão de amor e carinho

Aconteceu numa praça, no Japão. Não se sabe como o pássaro morreu.
Ele estava ali no asfalto, inerte, sem vida. Seria um fato corriqueiro, mas o fotógrafo fez a grande diferença.

passáro morto A Solidariedade

Segundo o relato do fotógrafo, uma outra ave permanecia próxima àquele corpo sem vida e ficara ali durante horas. Chamando pelo companheiro, ela pulava de galho em galho, sem temer os que se aproximavam, inclusive sem temer ao fotógrafo que se colocava bem próximo.

passaro piando A Solicitação

Ela cantou num tom triste. Ela voou até o corpinho inerte, posou como querendo levantá-lo e alçou vôo até um jardim próximo. O fotógrafo entendeu o que ela pedia e, assim, foi até o meio da rua, retirou a ave morta e a colocou no canteiro indicado. Só então a ave solidária levantou vôo e, atrás dela, todo o bando.

passaro despedida A Despedida.

As fotos traduzem a seqüência dos fatos e a beleza de sentimentos no reino animal.

passaro triste Uma Questão de Amor e Carinho.

Segundo o relato de testemunhas, dezenas de aves, antes de partirem, sobrevoaram o corpinho do companheiro morto. As fotos mostram quanta verdade existiu naquele momento de dor e respeito.

passaro lamento Um grito de dor e lamento

Aquela ave que fez toda a cerimônia de despedida, quando o bando já ia alto, inesperadamente voltou ao corpo inerte no chão e, num grito de não aceitação da morte, tenta novamente chamar o companheiro à vida. Desesperada, mas com amor e carinho, ela se despede do companheiro, revelando o seu sentimento de dor.

passaro dor Mas, agora, me respondam: Serão os animais realmente os irracionais?

Fonte: e-mail

Um comentário:

Suellen Pereira Rodrigues disse...

Já demonstrações assim por parte de animais, mas ver assim, em fotos e narração é punk.
Só o homem tem sentimentos? Tenho minhas duvidas.

Um abraço
http://suellenpereira.blogspot.com/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails